Outono

É Outubro, mês sinónimo de Outono (quiçá terá vindo de Outono o nome do mês ou do mês o nome da estação, não o sei, mas alguém saberá), por este tempo vêm as primeiras chuvas, vem o vento, uma pequena amostra do frio, um exemplo do que virá pelo restante Outono e Inverno, até à chegada da Primavera.

Talvez Ele, quando criou o Homem tenha definido que o Homem seria criado com o temperamento à semelhança das estações do ano. Teria dias quentes, dias de sol, dias amenos, dias encobertos, dias frios, dias de tempestade e no fim, tudo se repetiria. Tal como o Homem, também as estações têm dias solarengos, entremeados com dias mais encobertos e de vez em quando um dia de tempestade, mas até nisso Ele pensou de forma única. Depois da tempestade virá a bonança, depois da chuva e do vento virá um pouco de sol encoberto em nuvens e por fim virá o sol descoberto, brilhante e resplandecente como sempre.

A chuva e o vento fizeram-se sentir e não mostram ares de quem está de passagem. No entanto até como qualquer pessoa, o próprio dia tem momentos em que pára a chuva, pára o vento e timidamente mostra um brilho circular por trás de uma nuvem, onde está o sol, ele que insiste sempre em aparecer, ele que tem a missão de ficar ali, atrás de toda a tempestade, para manter o dia minimamente iluminado, para não ser tudo mau, nem imperfeito. Apesar de tudo é o sol que dá início à tempestade, evaporando a água dos lagos e aquecendo o ar, criando descompensações climatéricas que acabam por ser resolvidas pelo próprio sol de novo.

No fim olhamos para a rua e as estruturas mantém-se, tudo o que é bem construído sobrevive a uma tempestade.

Isto prova que até Ele pensou que por mais que o dia tivesse uma tempestade o sol não podia desaparecer, apesar de ser o causador dessa tempestade. E não podia desaparecer porque não era fazendo desaparecer o sol que a tempestade se ia embora, bem pelo contrário, apenas intensificando o sol faz com que a chuva seque do chão e deixe de cair e, aqueça o vento que sopra, tornando-o mais agradável, até o fazer desaparecer e voltar a compensar a descompensação criada. Até nos Homens isso se vê, o amor acaba sempre por prevalecer atrás de qualquer tempestade. Seja o amor brilhante e radiante como o sol e não há tempestade de Outono ou Inverno que acabe com ele!

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Outono

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s